Seekr Blog

A Seekr, assim como você, ama ficar ligada nas principais tendências das
redes sociais e aqui você encontra conteúdos sobre
relacionamento, monitoramento e atendimento nas mídias sociais.

O seu conteúdo é verdadeiro?

Gestão de Marca - Publicado em 27 de Fevereiro de 2013

Houve um tempo em que os profissionais de relações públicas mediam o sucesso pelo número de impressões geradas por uma campanha. Mas, a verdade é que a impressão é algo passageiro. E como tal, não deve ter tanta relevância.
.
Ao menos que elas se transformem em um resultado mensurável, as impressões são simplesmente uma estimativa do número de pessoas que foram incomodadas pela sua campanha.
.
A interrupção não é um modelo de comunicação viável, não no momento em que vivemos, em que o controle remoto do mundo está ao alcance de um clique e é possível mudar o conteúdo que se consome em poucos instantes.
.
Nossas marcas precisam ser vistas como empresa inteligente, interessante, útil, acessível e humana pelo nosso público. E é a missão dos comunicadores em não apenas criar esta imagem, bem como oferecer esse tipo de experiência.
.
Experiência é a pedra angular e a comunicação precisa considerar a experiência do cliente criando e gerando conteúdo.
.
Para determinar se o seu conteúdo está no caminho certo, pergunte-se se o conteúdo que você está publicando é REAL – uma sigla para: relevância, entretenimento, ação e liderança.
conteudo
#1. Relevância
Muitas vezes as marcas contam histórias que eles querem que suas audiências parem para ouvir, e não pensam nas informações pelas quais a sua audiência está buscando ativamente. O primeiro passo para alcançar relevância é ouvir o que o público está dizendo.

Que perguntas se repetem mais e em quais grupos de discussão? Quais as palavras-chave são mais utilizadas nas buscas do seu setor? Quais perguntas os seus clientes fazem com mais frequência? As respostas a estas questões é que irão ajudar a sua empresa a entender o que o público mais precisa saber e com o que ele realmente se preocupa. Além de responder a essas perguntas diretamente, a organização também pode usar essa inteligência valiosa como um quadro de mensagens.

A criação de coisas relevantes é a melhor maneira de garantir um público altamente qualificado para aquilo que você produz.

#2. Entretenimento
Não importa qual é o objeto do seu conteúdo. O seu conteúdo precisa entreter ou ser prático para as pessoas – se for possível ser as 2 coisas, melhor ainda. Alguns temas servem bastante para o humor e proporciona algumas tiradas que permitem entreter o leitor.

Por outro lado, se o seu assunto é mais seco e sério demais, isso ainda não é desculpa para ser chato e monótono. Uma escrita livre, sem linguajar muito técnico, com anedotas e histórias práticas transformam qualquer conteúdo em um produto mais interessante para os leitores.
.
Ideias e to-do lists irão atrair leitores e gráficos – até mesmo os mais simplistas – darão o apelo e a forma séria que o conteúdo precisa para ser relevante com uma pitada de entretenimento.


#3. Ação
Será que o seu conteúdo melhora a vida das pessoas? Essa é uma grande questão a ser considerada e garantir que a resposta para ela seja sim irá praticamente garantir a qualidade e utilidade do conteúdo que você produz. Embora o seu conteúdo não tenha a receita da felicidade, ele deve permitir que as pessoas façam algo melhor com o seu conteúdo é a grande chave para produzir coisas realmente úteis.

Será que oferecer dicas para ajudar o seu cliente a fazer melhor o seu trabalho com maior eficiência não vai ajuda-lo a economizar milhares de dólares de orçamento? Garantir que o seu conteúdo oferece alguma provocação para uma ação de seus leitores causará impacto positivo em suas vidas.

#4. Liderança
Enquanto muitos de nós ama o conteúdo escrito, ele precisa realmente levar as pessoas a algum lugar. Ele precisa oferecer um caminho para os leitores interessados a seguir – e continuar a se qualificar com as perspectivas da sua empresa. Se você tem desenvolvido conteúdo relevante e útil, confie nele para atrair e orientar seus clientes potenciais. Ofereça informações mais úteis, dentro de necessidades cada vez mais específicas dessas pessoas, e respostas cada vez mais detalhadas.

Efetivamente, você está mapeando conteúdo para influenciar no ciclo de compra, colocando informações de interesse geral na parte superior do funil para atrair as pessoas e então começar a qualificar o conteúdo – e o cliente. No momento em que o usuário entrar em contato com a sua marca, provavelmente ele já fez uma extensa pesquisa e eliminou potenciais fornecedores até chegar a você.

Todo conteúdo precisa ser focado na realidade. Qualquer pessoa que tenha uma mão na criação de conteúdo para uma marca sabe da demanda incessante de informações geradas nos mercados.

No entanto, o conteúdo verdadeiramente REAL é mapeado para os estágios do funil de vendas da sua empresa pode ser um gerador tremendamente útil de leads qualificados para o seu negócio.

Antes de publicar alguma coisa, tenha certeza de que este é o conteúdo certo para a sua empresa e certifique-se que ele se encaixa naquilo que denominamos acima de conteúdo REAL.

.
Fonte: YOW

 

    Responder

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    *

E aí, pronto para começar?

Insira seu e-mail comercial