Seekr Blog

A Seekr, assim como você, ama ficar ligada nas principais tendências das
redes sociais e aqui você encontra conteúdos sobre
relacionamento, monitoramento e atendimento nas mídias sociais.

Entrevista: Camila Porto, do Facebook Marketing

Entrevistas - Publicado em 18 de Novembro de 2014

Hoje é dia de falar de Facebook. E uma pessoa que vem ajudando muita gente a iniciar seus empreendimentos na rede é a Camila Porto, autora do livro Facebook Marketing (editora Novatec). Pra quem não sabe, Camila iniciou no marketing digital em 2008, primeiro no site de tecnologia Baixaki. Em 2010, passou pela startup de e-commerce Compra3 e, em seguida, abriu sua empresa para capacitar pessoas para usar a internet para gerar resultados para seus negócios. Entendendo a importância do Facebook para os negócios, dedica-se atualmente a treinamentos sobre Facebook Marketing e Marketing Digital, sendo também professora e palestrante.

camila-porto-entrevista-seekr-facebook


Quando falamos em redes sociais, sempre destacamos que “o conteúdo é rei”. Mas o que define um bom conteúdo?

Acredito que conteúdo bom é aquilo que ajuda o consumidor a tomar uma decisão. Acredito muito no conteúdo para ajudar a vender. Isso significa que este conteúdo ajuda o consumidor a conhecer algo, saber como funciona ou desperta o desejo dele por algo. Não necessariamente para comprar algo, mas para “consumir” a informação que sua empresa se propõe a oferecer.

 

Por que investir em mídia no Facebook? Quem deve investir? Há um valor mínimo para isso?

Hoje temos muita competição pela atenção das pessoas, seja no Facebook ou em qualquer canal. Isso leva a necessidade das empresas investirem em mídia paga. Grande parte das empresas querem a atenção das pessoas, gerar mais resultados, ter mais visibilidade e, consequentemente, extrair mais das redes sociais. Não existe um valor mínimo a investir; penso que é importante começar com “aquilo que cabe no bolso da empresa”. Na medida que houver retorno dessa ações, o investimento pode aumentar. Porém, é importante frisar que nem sempre apenas usar a mídia paga, ou seja, colocar dinheiro, vai trazer retorno. É preciso também saber como investir.

 

Muito se fala em EdgeRank, mas nem sempre ele é bem compreendido. Você pode deixar mais claro o que ele é, como é definido e quanto influencia nos resultados de uma página?

O EdgeRank é um algoritmo do Facebook que ranqueia os conteúdos dentro da rede social. Esse ranqueamento funciona como um filtro, onde baseado na interação das pessoas com os conteúdos que recebem no Facebook, ele define o que é mais relevante para cada usuário. O Facebook quer que sempre tenhamos conteúdo relevante, para que o usuário sempre volte e tenha uma boa experiência na plataforma. Desta forma, o EdgeRank filtra o conteúdo que recebemos no Facebook baseado nas coisas que curtimos, comentamos, compartilhamos. Quanto mais você interage com uma pessoa ou página, mais conteúdo dela vai receber. O contrário também acontece. Quanto menos interagimos com pessoas ou páginas, menos daquele conteúdo recebemos, pois o EdgeRank entende que aquelas informações não nos interessam.

 

Quais são, para você, um bom case de sucesso e um case #fail de ação digital recentes?

Eu gosto muito da presença da franquia “Bolos do Frei” no Facebook. Eles criaram um personagem divertido e usam muito bem as fotos e as imagens para atrair a atenção dos clientes e também posicionar a marca ao mostrar fotos bem produzidas e produtos de qualidade. Como #fail temos as empresas que fazem spam, que compram fãs ou que usam suas páginas no Facebook como um panfleto, ao invés de um canal de comunicação com seus clientes.

 

Fale um pouco mais do seu livro: o que ele apresenta, o que os leitores “ganham” com ele?

A intenção do meu livro foi a de tornar mais acessível as oportunidades que o Facebook oferece para os negócios. Nele trago cases, ferramentas e a as oportunidades que ele oferece para os mais diferentes tipos de negócio. Acredito que o leitor terá uma visão muito mais clara de como o Facebook pode de fato, mudar o rumo dos seus empreendimentos.

 

O que você diria para quem está começando, seja como profissional de marketing digital ou como empreendedor que decidiu que “é a hora” de sua empresa ocupar seu espaço nessa mídia?

Brincadeiras à parte, diria que ele já está atrasado. Mas, uma coisa importante: não deixe de usar. O custo do Marketing Digital torna viável que empresas de todos os tamanhos possam investir nesses canais. Porém, não ache que resultado virá da noite para o dia. Como o mercado está cada vez mais disputado, ter resultado demanda cada vez mais profissionalismo, planejamento e colocar a mão na massa.


poli-lopes

 

 

 

 

 

Poli Lopes@polilopes
Jornalista – editora de conteúdo no Grupo Plan Marketing
Mestre em Processos e Manifestações Culturais

 

 

    Responder

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    *

E aí, pronto para começar?

Insira seu e-mail comercial